Como funciona o ciclo de matérias

Você está aqui:

Saiba como funciona o mecanismo que rotaciona automaticamente as matérias de seus alunos no cronograma

O ciclo de matérias é uma propriedade que pode ser selecionada na criação de um plano de estudos. Esse número pode variar entre 1 e o número máximo de disciplinas adicionadas ao concurso. Para modificar essa propriedade, você deve acessar o menu “Planos” > “Gerenciar Planos”, pesquisar o concurso desejado e clicar no botão “Editar esse curso”. Ao final da janela de edição, basta selecionar a propriedade “Controle de Ciclo”, conforme imagem abaixo. 

Esse menu fica localizado no editor de planos de estudo.

O controle de ciclo selecionado na edição do curso será o valor padrão para novos alunos cadastrados, o que quer dizer que os alunos já matriculados não são afetados por esse mudança. Além disso, uma vez cadastrado, o aluno pode alterar o ciclo sempre que desejar caso esteja matriculado em um curso “completo”.

Controle de Ciclo da Prática

O controle de ciclo de matérias funciona rotacionando as matérias em um ciclo contínuo. Conforme uma matéria vai sendo encerrada, outra matéria entrará em seu lugar, sempre respeitando o número máximo de matérias em ciclo, conforme definido no painel.

Por padrão, a plataforma faz a mudança de ciclo a cada 2 horas de estudo de uma disciplina, ou de acordo com o valor selecionado no campo “Tempo máximo por disciplina”. Apesar dessa configuração, as mudanças de ciclo podem ocorrer quando o dia chega ao fim, quando uma matéria é encerrada, dentre outros fatores.

Como exemplo, vamos supor que um aluno tenha 10 matérias em seu plano, como elencado abaixo:

  1. Português;
  2. Raciocínio Lógico;
  3. Direito Constitucional;
  4. Direito Administrativo;
  5. Informática;
  6. Direito Civil;
  7. Direito Processual Civil;
  8. Controle Externo;
  9. Administração Financeira e Orçamentária; e
  10. Regimento Interno.

Nesse plano, o aluno selecionou um ciclo de 4 matérias, o que significa que seu cronograma irá funcionar da seguinte forma, sempre respeitando a ordenação dos assuntos previamente definida.

  • Inserção de Meta(s) da disciplina Português (1);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Raciocínio Lógico (2);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Direito Constitucional (3);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Direito Administrativo (4);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Português (1);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Raciocínio Lógico (2);
  • e assim por diante.

Perceba que, ao chegar na 4º disciplina do ciclo, o ponteiro é reiniciado para a primeira disciplina, no caso português. Adicionalmente, sempre que uma das disciplinas do ciclo se encerrar, a próxima entrará em seu lugar. No exemplo acima, vamos supor que Raciocínio Lógico e Direito Constitucional tenham acabado. Nesse caso, o ciclo funcionará da seguinte forma:

  • Inserção de Meta(s) da disciplina Português (1);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Informática (5) – entrou no lugar de Raciocínio Lógico;
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Direito Civil (6) – entrou no lugar de Direito Constitucional;
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Direito Administrativo (4);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Português (1);
  • Inserção de Meta(s) da disciplina Informática (5) – entrou no lugar de Raciocínio Lógico;
  • e assim por diante.

Limite de Matérias por Dia

Além de escolher o número de matérias que vão ser rotacionadas em cada ciclo por vez, é também possível ativar um recurso que limita o número de matérias a serem inseridas num mesmo dia. Essa limitação é válida apenas para matérias de estudo teórico, pois resumos, revisões e exercícios são atividades programadas de acordo com o ciclo de revisão e de exercícios e, em alguns casos, podem ser feitas um bom tempo depois de que o aluno já terminou o estudo teórico completo de uma disciplina.

Caso o limite de matérias por dia seja configurado para 2 matérias e o aluno possua 8 matérias por ciclo, isso significa que, de forma geral, espera-se que esse aluno tenha a seguinte organização:

  • Dia 1: matérias 1 e 2 apenas
  • Dia 2: matérias 3 e 4 apenas
  • Dia 3: matérias 5 e 6 apenas
  • Dia 4: matérias 7 e 8 apenas
  • Dia 5: matérias 1 e 2 apenas
  • Dia 6: matérias 3 e 4 apenas

Todavia, é preciso ter em mente que exceções podem ocorrer em alguns casos. Vamos supor, por exemplo, que no dia 3 do exemplo acima, o aluno só tenha 1 hora de estudo disponível, o que fará com que esse dia tenha apenas 1 matéria. Olhe como ficaria o cenário:

  • Dia 1: matérias 1 e 2 apenas
  • Dia 2: matérias 3 e 4 apenas
  • Dia 3: matéria 5
  • Dia 4: matérias 6 e 7 apenas
  • Dia 5: matérias 8 e 1 apenas
  • Dia 6: matérias 2 e 3 apenas

Observe que o limite máximo por dia diz respeito ao número máximo de matérias que podem entrar num dia, e não ao mínimo. Dessa forma, se você configurar o limite máximo de 3 matérias por dia e o aluno só tiver tempo para 1 matéria, apenas uma matéria entrará, já que o número 1 é menor que o máximo de 3, ou seja, o limite máximo foi respeitado.

Por isso, fique ciente de que escolher 2 matérias por dia não necessariamente indica que o aluno OBRIGATORIAMENTE verá duas matérias em todos os dias, pois haverá casos em que o aluno possui dias com disponibilidades de horário diferentes e, ainda, haverá casos em que metas extras, metas fixas do coach ou programações de ciclos de resumos, revisões ou exercícios poderão impactar a disponibilidade horária, fazendo com que um número inferior ao limite máximo seja inserido.

Entretanto, existem casos específicos em que o número de matérias no dia pode ser superior ao limite definido e esses casos são os seguintes: (1) quando uma matéria acaba no decorrer do dia e, nesse caso, a próxima matéria disponível entra no seu lugar ou (2) em alguns casos específicos de replanejamento que podem afetar a distribuição das metas, especialmente para metas que não são do dia (atrasos ou adiantamentos).

Alternância de Ciclo

Outra opção disponível é a alternância de ciclo que, basicamente, consiste em criar dois ciclos de estudo e alternar / revezar entre eles em algum intervalo de tempo: diário, semanal, quinzenal ou mensal.

Como a alternância de ciclo cria dois ciclos de matérias, ela só surte efeito quando o número de matérias no ciclo é igual ou inferior à metade do número de matérias a estudar do aluno. Em outras palavras, se seu concurso tem 10 matérias, a alternância de ciclo só funciona para escolha do ciclo de matérias com, no máximo, 5 matérias por vez. Se o ciclo de matérias por vez for superior a 5, por exemplo, 7 então não será possível criar o ciclo duplo, pois 7 + 7 = 14 matérias e só existem 10. Quando não há matérias suficientes no ciclo, seja por erro de cadastro, seja porque o aluno encerrou alguma disciplina, então o ciclo volta a ser um só e girar normalmente.

Vamos a um exemplo prático de um aluno com 10 matérias e alternância de ciclo semanal, com ciclo configurado em 4 matérias por vez.

  • Ciclo da Semana 1: ciclo contendo as matérias 1, 2, 3 e 4
    • Dia 1: o aluno tem 4 horas e entraram as matérias 1 e 2
    • Dia 2: o aluno tem 2 horas e entrou a matéria 3
    • Dia 3: o aluno tem 6 horas e entraram as matérias 4, 1 e 2
    • Dia 4: o aluno tem 1 hora e entrou a matéria 3
    • Dia 5: o aluno tem 3 horas e entraram as matérias 4 e 1
  • Ciclo da Semana 2: ciclo contendo as matérias 5, 6, 7 e 8
    • Dia 1: o aluno tem 4 horas e entraram as matérias 5 e 6
    • Dia 2: o aluno tem 2 horas e entrou a matéria 7
    • Dia 3: o aluno tem 6 horas e entraram as matérias 8, 5 e 6
    • Dia 4: o aluno tem 1 hora e entrou a matéria 7
    • Dia 5: o aluno tem 3 horas e entraram as matérias 8 e 5

A cada semana, o aluno vai passar por um ciclo. Na primeira semana, ele vai estar no ciclo da semana 1. Na segunda semana, no ciclo da semana 2. Na terceira semana, no ciclo da semana 1 novamente. Na quarta semana, no ciclo da semana 2 novamente. Na quinta semana, no ciclo da semana 1 outra vez. Essa alternância vai ocorrer a cada semana, a cada dia, a cada quinzena ou a cada 30 dias, conforme a opção selecionada.

È importante ressaltar que, quando uma matéria acaba, a próxima entra no ciclo. Vamos supor, no exemplo acima, que a matéria 4 tenha acabado na semana 1. Nesse caso, a matéria 9 (que é a próxima a entrar no ciclo) vai passar a substituir a matéria 4 na semana 1.

Outra consideração importante é que, quando não houver matérias o suficiente, o ciclo será único. No exemplo acima, vamos supor que o aluno tenha terminado as matérias 1, 2, 3 e 4. Nesse caso, só restam as matérias 5, 6, 7, 8, 9 e 10. Porém, essas 6 matérias não são suficientes para criar dois ciclos de 4 matérias, que exigiria 8 matérias no total. Dessa forma, o ciclo será um só e o aluno verá as matérias 5, 6, 7 e 8 por vez. Assim que uma acabar, a próxima entra normalmente até que todas acabem.

Observações importantes sobre o ciclo de matérias:

  • Toda vez que é efetuado um recálculo, o ponteiro do ciclo de matérias parte da última disciplina estudada (estudo teórico). Caso a última disciplina estudada não faça parte do atual ciclo, ele volta a ser a primeira matéria prevista no ciclo.
  • Matérias mais longas tendem a perdurar mais tempo no ciclo. Isso quer dizer que, quanto maior a duração de um conteúdo, por exemplo, com muitos PDFs e videoaulas, mais tempo ele ficará no ciclo, enquanto outras matérias de menor carga horária vão rotacionar de forma mais rápida.
  • Quanto mais avançado o aluno está no cronograma, menor tende a ser o seu ciclo. No caso do aluno acima, imagine que ele já cumpriu todos os assuntos e está durante um tempo apenas finalizando os estudos de Direito Processual Civil e Administração Financeira e Orçamentária. Nesse caso, o ciclo dele será de 2 matérias, visto que apenas duas estão disponíveis para a rotação.
Anterior Alunos com tendência a ver a mesma matéria duas vezes no mesmo dia
Próxima Tempo Máximo por Disciplina
Sumário